Um breve olhar por África

14:13



Boas tardes meus amores,

Hoje trago-vos uma review de um livro da Fátima Borges editado pela CHIADO EDITORA e escrito pela belíssima autora Fátima Borges. Tive a oportunidade de escolher um livro para ler e falar sobre a minha opinião. Como sempre tive um interesse grande em saber o que acontece pelas terras do Sul e aproveitei para conhecer mais sobre a cultura africana com este livro. O nome do livro é "Rostos de África", o que logo de seguida me atraiu imenso. O meu pai foi para Angola durante uns meses em viagem de trabalho e sempre me contou o que acontecia por lá. A curiosidade de saber mais falava bem alto e com este livro tive outra perspetiva do continente Africano que muitas vezes é esquecido.
A autora teve uma oportunidade de conhecer o povo moçambicano mais de perto e levou-me com ela nesta viagem através da escrita. Sinceramente, não sou uma pessoa que goste de ler tudo que lhe aparece à frente, sou bastante seletiva e quando leio não consigo parar. Como se diz por ai, o céu é o limite, neste caso foram as páginas o meu limite. Adorei imenso ler este livro porque tem uma escrita bastante acessível com imagens que nos localizam no tempo e no espaço. Honestamente, este livro faz-nos viver de verdade o que a autora sentiu e presenciou neste tempo que esteve a viajar até Songo. As ilustrações fazem-nos querer ler o livro e ir visitar este povo. 

(Imagem retirada do livro "Rostos de África")

Quero agradecer à autora e à editora por esta oportunidade, pois viajei de uma forma neste livro que só chorava e não conseguia parar. Não me considero uma pessoa de extrema sensibilidade mas este livro tornou-me uma chorona de primeira, sem dúvida alguma. A descrição de cada cenário, de cada ação que acontecia pelas terras moçambicanas deixavam-me tristes e insatisfeita com o mundo. Ver que muitos europeus queixam-se por não terem um iPhone 7 e ver a oposição dos meninos que não têm sapatos choca-me. Faz-me levar um balde de água fria à cara para acordar para a vida e perceber que nem tudo o que temos é pouco e sim pelo contrário é muito. Ver a tristeza que permanece nos rostos das crianças ilustradas nas fotografias deixam-me de coração partido. O facto de possivelmente nunca conseguirem atingir os seus sonhos é algo que me faz refletir na vida. Ver como as irmãs mais velhas tornam-se mães ao mesmo tempo só para ajudar os pais a cuidar de tudo. É algo que me deixa bastante triste pois sinto que os adolescentes crescem demasiado rápido por essas terras.

(Imagens retiradas do livro "Rostos de África")

Mas nem tudo que este povo passa cá para fora é tristeza, também têm os seus momentos de brincadeiras onde podemos apreciar a beleza do seu rosto feliz. Vários excertos do livro fizeram-me pensar e repensar na nossa sociedade. Quando a autora diz, por exemplo: " Afinal a felicidade pode ser conseguida com tão pouco. / Afinal o "tão pouco" que na sociedade ocidental e civilizada já não conseguimos ter nem oferecer.". Quem mais se identifica com isto? Faço destas palavras as minhas pois, faz-me confusão como é que as crianças de hoje em dia trocaram a rua e a simplicidade pela tecnologia e pelos botões. Rever parte da minha infância neste livro fez-me sorrir por instantes.

(Imagens retiradas do livro "Rostos de África")

Através deste livro conheci um pouquinho sobre o dia-a-dia do povo moçambicano. Apercebi-me que são um povo bastante simpático, sempre com um olhar profundo e com um sorriso que quer ser fotografado e sentir-se modelo por alguns instantes. Um povo que "investe" no comércio de rua com o intuito de ganhar algum dinheiro para ajudar a alimentar os irmãos, pais e a eles próprios porque toda a ajuda que entra nas suas casas é sempre bem-vinda. Um povo que se contenta com pouco e quando recebe um brinquedo faz uma festa que parece que ganhou o euromilhões. Faz sentido, pois para eles é o seu euromilhões e é algo que eles adoram. 

(Imagem retirada do livro "Rostos de África")

Fico bastante revoltada com o governo desse país que não quer avançar e sim quer olhar só para o seu umbigo. É ridículo o que acontece nessas terras e ninguém fazer nada. Faz-me confusão como ainda tem que ser uma pessoa de fora a ajudar quando eles têm capacidade para avançar no tempo.
Espero que tenham gostado deste pequeno desabafo e podem adquirir o livro através do site oficial da editora (https://www.chiadoeditora.com/) e não se esqueçam de me contar a vossa opinião! Quero saber tudooo!! Se já leram o livro ou se estão a pensar comprar. 

Com amor,
Angi


You Might Also Like

5 comentários

  1. O livro parece bastante interessante! É uma excelente forma de conhecer a realidade desse belo país! E concordo contigo, já está na hora de mudar mentalidades, hábitos e trabalhar o país como um todo e não só em proveito das grandes elites! Podia ser uma resolução para o novo ano!

    Feliz 2017!
    Beijinho*

    http://sosweetgirlythings.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia esse livro mas fiquei curiosa.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. O livro parece ser bem interessante mas já estou a ver que ia chorar imenso! É revoltante o que esse povo passa mas mesmo com pouco eles têm sempre um sorriso no rosto! Existe muita gente que não sabe o que é necessitar e não poder ter e choramingam por coisas fúteis!
    Beijinhos e bom ano!

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia o livro mas pareceu-me bem interessante! :)
    beijinhos

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Não conhecia o livro, nem nunca tinha ouvido falar nele, mas, para ser sincera parece-me bem interessante e vai para a lista de livros a ler, eheh!
    Obrigada pela dica!!
    Beijinhos,
    BabyLú
    https://luciaffmoreira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Publicações Populares

Segue-me no Facebook

Segue-me no Instagram

Subscribe